domingo, 12 de abril de 2015

O Representante do Alberto João Jardim continua a fazer das suas...

... mesmo já sem o mentor presente!



Com a devida vénia ao Diário de Notícias da Madeira

O gabinete do representante da República impediu esta manhã que os representantes do PND prestassem declarações à comunicação social no pátio do Palácio de S. Lourenço, ao contrário do que aconteceu ontem com os membros de seis partidos que foram àquelas instalações. Quando esta manhã, pelas 11h00, Baltasar Aguiar se preparava para prestar declarações aos jornalistas antes de subir para a audiência com Ireneu Barreto, foi informado por uma agente da PSP que teria de abandonar o pátio e fazer as declarações no exterior do Palácio de S. Lourenço.

Já na rua, o porta-voz do PND lamentou a diferença de tratamento em relação aos outros partidos e disse que este episódio "descreve aquilo que é o dr. Ireneu Barreto e aquilo que foi o seu papel como representante da República nos últimos quatro anos". "Entristece-nos que uma pessoa, ainda por cima madeirense, tenha cumprido e desempenhado tão mal as funções de representante da República.

Esteve durante quatro anos calado perante todas as atrocidades cometidas nesta terra. Calado, designadamente, perante o gigantesco buraco de dívida ocultado de todos os madeirenses e que condenou a Madeira à miséria", afirmou Baltasar Aguiar, que sugeriu, sarcasticamente, que Ireneu Barreto "fosse designado embaixador para Angola, para branquear o regime totalitário do senhor presidente José Eduardo dos Santos".

É de salientar que os membros dos seis partidos que ontem foram recebidos pelo representante da República prestaram declarações à saída do encontro com Ireneu Barreto. O PTP foi o único partido que declinou o convite para a audiência com Ireneu Barreto na sequência das eleições de 29 de Março e da preparação da tomada de posse da Assembleia e do Governo Regional.

Depois deste incidente, os membros do PND não voltaram a tentar entrar para a audiência com o representante da República.

O gabinete do representante da República explicou posteriormente ao DIÁRIO que não são permitidas declarações à imprensa no pátio do Palácio de S. Lourenço.

domingo, 29 de março de 2015

MAL AGRADECIDO...

Ainda por cima, o filho da mãe é mal agradecido!


http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=766225


O presidente cessante do Governo da Madeira, Alberto João Jardim, votou hoje de manhã no Funchal para as legislativas regionais, afirmando que deixa o cargo sem «grandes recordações» do PSD e com «saudade das coisas boas».

domingo, 15 de fevereiro de 2015

O CHULO DO COSTUME

Claro que este chulo, habituado a viver à conta, tinha de apoiar os gregos. Como não é ele que paga...
 


O presidente cessante do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, manifestou hoje a sua solidariedade com o povo grego ao usar um chapéu de folclore da Grécia na tribuna onde viu o cortejo alegórico de Carnaval.

"Hoje estou numa atitude de protesto e de solidariedade, trouxe um chapéu grego para exprimir a minha solidariedade com o Syriza [coligação de esquerda que venceu as eleições na Grécia] e, por isso, levanto a minha voz: 'não pagamos, não pagamos'!, afirmou aos jornalistas, no Funchal.

A um mês e meio das eleições regionais, o social-democrata, que sai do poder após quase 40 anos, aproveitou para dizer que "o povo é soberano" e que "se o próximo governo [madeirense] for um governo para estar de cócoras com Lisboa vai para a rua".

"Isto não é para queques. [...] Se o governo se agachar a Lisboa e não exigir os direitos do povo madeirense, obviamente 'je suis un Syriza'", afirmou, lembrando ainda que o povo madeirense sofreu "roubos" durante cinco séculos e meio, pelo que a dívida existente "é do Estado central à Madeira e não da Madeira ao Estado central".


Lusa/SOL

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

SERVIÇO AO TURISMO...


No Funchal, as máquinas de venda automática de bilhetes de autocarro, são encerradas por volta das 23 horas!

Um bom serviço ao turismo!

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

COINCIDÊNCIAS...


Interessante...

Então, não é que hoje não houve obras no Lido de manhã e à hora de almoço apareceu a Polícia Marítima num bote, para recolher amostras da água do mar?

E de tarde... Pois, recomeçaram as obras!

terça-feira, 5 de agosto de 2014

terça-feira, 27 de maio de 2014

TAMBÉM ACHO!

O Victor Freitas pede eleições antecipadas. Mas não devia ser o Cafôfo a pedi-las? Foi ele que foi eleito como independente em listas com muitas tendências políticas e está quase reduzido apenas ao PS!

sexta-feira, 16 de maio de 2014

APOSTO...

Ainda vamos ver o Cafôfo a apoiar o Miguel Sousa para líder do PSD-M, prenunciando um futuro bloco central na Madeira.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

EUROPEIAS 2014 (I)



16 candidaturas (se forem todas aceites…), o que garante logo à partida que a maioria praticamente não terá cobertura jornalística.

Ressalta logo um pormenor: temos algumas candidaturas ao Parlamento Europeu, outras ao Parlamento Nacional e até quem se candidate às Regionais! E depois queixam-se do descrédito da classe política!


sexta-feira, 21 de março de 2014

AS ELEIÇÕES EUROPEIAS DA NOSSA PEQUENEZ

 
Nunca como nestas eleições europeias houve condições para a eleição de deputados de centro-direita que não acreditam nesta Europa, nem no federalismo, mas sim numa Europa de Nações.

No entanto, colocando tricas e interesses pessoais acima do interesse nacional e da sua defesa no Parlamento Europeu, PPM, PND, MPT, PPV e PDA, em vez de se juntarem tentando aglutinar o maior número de independentes e de descontentes com o rumo seguido, preparam-se para apresentar cada um a sua lista, condenando à partida qualquer hipótese de uma voz portuguesa diferente do “status quo” na Europa.

É muito triste, mas condiz com a mentalidade provinciana prevalente em Portugal!

domingo, 18 de agosto de 2013

Realmente a "Madeira Nova" de AJJ nada tem a ver com a fundação...

"Nessa época a autoridade não se impunha como poder carrancudo, altivo, peremptório; não ordenava de espada nua ou de pena pronta a ferver em ira, embófia e inconsideração; preferia aconselhar e orientar e empregava palavras de respeito para com os súbditos; era também amor... De seus dizeres e actos desprendia-se uma transcendente visão da vida e um apreço bem português, bem da nossa alma, pela condição humana. Em suma, a autoridade legítima! E tão legítima que a pessoa dela investida aparecia, como homem, entre homens fieis e não necessitava de aplicar ao rosto, convencionalmente, a máscara do mando impecável, infalível, divinatório.   .....   Eram desta grandeza moral os homens da «inclita geração» e os que deles descenderam ou se educaram nos mesmos valores espirituais e históricos!"   

Ernesto Gonçalves in Portugal e a Ilha

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

PETIÇÃO Auditoria aos ingressos na Função Pública e suspensão do regime de mobilidade

Auditoria a todos os ingressos na função pública e suspensão da aplicação do regime da mobilidade até serem apuradas todas as irregularidades.

1. Considerando que nos últimos 25 anos o número de funcionários públicos aumentou cerca de 65%, correspondendo a mais 300.000 funcionários.
2. Considerando que a admissão na função pública está regulada e exige que seja feita por concurso público (Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro, Artigos 50.º a 54.º e Portaria n.º 83-A/2009, de 22 de Janeiro, alterada pela Portaria n.º 145-A/2011, de 6 de Abril)
3. Considerando que no mesmo período o número de concursos públicos corresponde, aproximadamente, a apenas 25% dos funcionários admitidos;
4. Considerando que está assumido, pelo actual Governo e pelos partidos que o suportam, que irá ser aplicado o regime de mobilidade que conduzirá ao despedimento de milhares de funcionários;
5. Considerando que o regime de mobilidade no modelo proposto não considera o processo de ingresso dos funcionários, permitindo, por isso, abrir uma gigantesca porta á injustiça ao permitir que sejam dispensados funcionários regularmente admitidos em benefício de funcionários admitidos sem concurso;
A Plataforma de Cidadania, movimento que suporta candidaturas a todos os órgãos autárquicos de Lisboa, lança esta petição para travar uma das maiores injustiças da nossa história recente. O apuramento que se solicita é, talvez, um processo trabalhoso mas é simples, basta fazer a correspondência entre a data de admissão de cada funcionário e a data dos concursos públicos efectuados. Acreditamos que este procedimento servirá a justiça e honrará o Estado de Direito, os partidos do arco da irresponsabilidade colocaram milhares de amigos por processos irregulares e, agora que o orçamento não chega para todos, preparam-se para fazer sair quem entrou regularmente. É tempo de dizer basta a tanta injustiça. É na indiferença que a injustiça encontra o seu alimento, contamos, por isso com o seu apoio, assine e divulgue esta petição

PLATAFORMA DE CIDADANIA

domingo, 4 de agosto de 2013

FRASE DO DIA

No Diário de Notícias da Madeira, hoje, pela pena do seu director, Ricardo Miguel Oliveira, uma frase que deveria ser alvo de profunda meditação por parte de alguns:

"Se se confirmar o que tem acontecido em anteriores eleições, vamos voltar a ter o partido do poder a correr como se tivesse perdido tudo e algumas candidaturas da oposição a descansar como se estivesse tudo ganho."

Acrescento apenas: ACORDEM!

sábado, 3 de agosto de 2013

ERNESTO GONÇALVES - PORTUGAL E A ILHA


Magnifica obra, injustamente olvidada!

"Pois Adão e Eva se chamaram os primeiros madeirenses -, os primeiros portugueses nascidos fora do Reino, numa ilha solitária desde o princípio do mundo e posta num mar misterioso. ...... Eram portugueses de novo signo... Do signo oceânico. Mas sob o mesmo signo nasceram outros filhos de Gonçalo Aires. E quanto a três deles houve também uma inovação ou se adoptou o que nessa época seria muito raro: - o sacerdote deu-lhes na pia baptismal os nomes dos Reis Magos e foram Belchior, Gaspar e Baltasar."           

ERNESTO GONÇALVES - Portugal e a Ilha

segunda-feira, 29 de julho de 2013

A FESTA DO CHÃO DA LAGOA (V)

Uma coisa ficou muito clara na festa deste ano: o medo dos que (des)governam a Madeira de que o povo nas eleições autárquicas comece a correr com eles!

É hora! Os eleitores, principalmente de Funchal, Câmara de Lobos, Santa Cruz, São Vicente e Porto Santo têm a faca e o queijo na mão e podem no próximo dia 29 de Setembro dar o pontapé de saída da camarilha que se tem governado na ilha ao longo dos anos!



 


 

A FESTA DO CHÃO DA LAGOA (IV)

Fiquei com uma dúvida - a quem se referia o líder da JSD quando disse que " a população da Madeira tem encontrado as melhores pessoas do lado do partido"?

Estaria a referir-se ao conhecido "mijinhas"? Ou seria ao vendedor de sanitas?

A FESTA DO CHÃO DA LAGOA (III)

A festa deste ano fica indelevelmente marcada pela actuação de um bandoleiro ao serviço de Jardim, anteriormente condenado a dois anos de cadeia, com pena suspensa, pelos crimes de favorecimento pessoal e falsificação de documentos, que proibiu a realização de operações de fiscalização de trânsito e de controlo de álcool durante a realização da festa.

Belo exemplo!

A FESTA DO CHÃO DA LAGOA 2013 (II)



 
 
E os 20.000 presentes, divididos entre os dois irmãos desavindos, que mostraram claramente que não há reconciliação possível e que o PSD Madeira está completamente partido. Isto apesar de muitos dirigentes terem tentado claramente estr bem com "Deus e o diabo" (sejam eles quem forem...)
 
Free counter and web stats
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!